Um pouco mais sobre a Doutrina Espírita...


O verdadeiro espírita

O espírita é reconhecido pelo esforço que faz para sua transformação moral e para vencer suas tendências para o mal. - Allan Kardec

O verdadeiro espírita é aquele que aceita os princípios básicos da Doutrina Espírita. Quando se pergunta ao praticante: Você é espírita? Comumente ele responde: “Estou tentando”. Na verdade, a resposta deveria ser sem hesitação: Sou espírita!!! Quanto ao fato de ser perfeito ou qualquer qualificação moral é outro assunto, que não exime o profitente de ser incisivo na sua resposta. Nesse ponto, o praticante não tem que hesitar na sua definição, porquanto Allan Kardec foi claro no seu esclarecimento ao afirmar que se reconhece o espírita pelo seu esforço, pela sua transformação, e não pelas suas virtudes ou pretensas qualidades, raras nos habitantes deste Planeta.

O que acontece com freqüência, seja iniciante ou mesmo com os mais antigos, é que, será mais cômodo não assumir uma postura mais responsável ou permanecer com um pé na canoa e outro na terra. Admite-se até, em determinadas ocasiões que se queira dar uma demonstração de modéstia, mas, que não se justifica sob o ponto de vista de definição pessoal.

A propósito, lembro-me de ter ouvido em uma emissora de rádio da Capital um pronunciamento de um padre católico, ao referir-se aos católicos, que freqüentam os Centros Espíritas para os habituais Passes e a “aguinha fluidificada” e passam a vida sem ter a mínima noção do que representa o Passe e a água. Para esses meio-cá-meio-lá, o mencionado reverendo denominou-se de catóritas. Engraçado, não!?

Como chamar os espíritas que se dedicam aos trabalhos nos Centros Espíritas, mas que continuam batizando os filhos, sob o pretexto de que quando maiores escolherão sua própria religião, casam os filhos na Igreja com as pompas e as cerimônias habituais, fazem a Primeira Comunhão com as tradições da Igreja Católica, etc?

Quando os Centros Espíritas se organizarem verdadeiramente, proporcionando aos seus freqüentadores, além do Passe e da Água Fluidificada, a orientação doutrinária, para maior compreensão dos princípios básicos que devem nortear o aprendiz e os trabalhadores na Seara Espírita, certamente, o verdadeiro espírita terá uma nova postura na sociedade, mais convincente, porque passará a distinguir o que é ser espírita, segundo a analogia explicitada por Allan Kardec nas obras básicas organizadas pelo codificador sob a orientação dos Benfeitores Espirituais.

Solidários, seremos união. Separados uns dos outros seremos pontos de vista. Juntos, alcançaremos a realização de nossos propósitos. - Bezerra de Menezes

(Publicado no Jornal A Voz do Espírito - Edição 92: Dezembro de 1998)

_________________
Retirado do site
Portal do Espírito.



Escrito por Vinicius Regis às 10h33
[ ] [ envie esta mensagem ]



Vida Feliz

Exercita a gentileza e a gratidão para com todas as pessoas, especificamente os idosos.

A velhice é fase inexorável que alcançarás, caso a morte não te arrebate o corpo antes.

Nesse período difícil, as forças diminuem, os órgãos se debilitam, as lembranças se apagam e a dependência física, emocional e afetiva se faz imperiosa.

Pode parecer cansativa a presença do idoso; ele, porém, é rico da experiência que te pode brindar, mas carente dos recursos que lhe podes oferecer.

Joanna de Ângelis/Divaldo Franco

_________________
Retirado do site CVDEE
.



Escrito por Vinicius Regis às 10h23
[ ] [ envie esta mensagem ]



Vida Feliz

Exercita a gentileza e a gratidão para com todas as pessoas, especificamente os idosos.

A velhice é fase inexorável que alcançarás, caso a morte não te arrebate o corpo antes.

Nesse período difícil, as forças diminuem, os órgãos se debilitam, as lembranças se apagam e a dependência física, emocional e afetiva se faz imperiosa.

Pode parecer cansativa a presença do idoso; ele, porém, é rico da experiência que te pode brindar, mas carente dos recursos que lhe podes oferecer.

Joanna de Ângelis/Divaldo Franco
_________________
Retirado do site Portal do Espírito.

Escrito por Vinicius Regis às 10h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



EVANGELHO DO LAR

"Onde quer que se encontrem duas ou três pessoas reunidas em meu nome, eu com elas estarei".
Jesus (Mateus, 18:20)

O que é o Culto do Evangelho no Lar

Trata-se do estudo do Evangelho de Jesus em reunião familiar. O Culto do Evangelho no Lar, realizado no ambiente doméstico, é precioso empreendimento que traz diversos benefícios às pessoas que o praticam.

As pessoas, unidas por laços consangüíneos, compreenderão a necessidade da vivência harmoniosa e, dentro de suas possibilidades, buscarão, pouco a pouco, superar possíveis barreiras, desentendimentos e desajustes, que possam existir entre pais e filhos, cônjuges e irmãos.

Através do estudo da reencarnação, compreenderão que, aqueles com quem dividem o teto, são espíritos irmãos, cujas tarefas individuais, muitas vezes, dependerão da convivência sadia no ambiente em que vieram a renascer.

Com o estudo do Evangelho de Jesus aprende-se a compreender e a conviver na família humana.

Procedimentos

Escolhe-se um dia da semana e hora em que seja possível a presença de todos os familiares ou da maior parte deles, observando-se com rigor a sua constância e pontualidade, para facilitar a assistência espiritual.

A direção do Culto do Evangelho no Lar caberá a um .dos cônjuges ou a pessoa que disponha de maiores conhecimentos doutrinários. Cabe lembrar, no entanto, que por se tratar de um estudo em grupo não é necessária a presença de pessoas com cultura doutrinária. Na pureza dos ideais e na sinceridade das intenções, todos aprenderão juntos, auxiliando-se mutuamente.
É importante que os temas sejam discutidos com a participação de todos, na medida do possível, sem imposições, para evitar-se constrangimentos.

Deve-se buscar um ambiente amistoso, de respeito, pois, viver e falar com Jesus é uma felicidade que não se deve desprezar.
Antes do início da reunião, prepara-se o local, colocando-se em cima da mesa água pura, em uma garrafa, para ser beneficiada pelos Benfeitores Espirituais, em nome de Jesus.

1. Leitura de uma mensagem

A leitura inicial de uma mensagem poderá, após, ser comentada ou não. Ela tem por objetivo propiciar um equilíbrio emocional, procurando harmonizá-lo com os ideais nobres da vida, a fim de facilitar melhor aproveitamento das lições.

Poderemos lembrar obras com "Pão Nosso", "Fonte Viva", "Vinha de Luz", "Caminho, Verdade e Vida", "Palavras de Vida Eterna", "Ementário Espírita", "Glossário Espírita Cristão".

2. Prece Inicial

"Dando curso ao salutar programa iniciado por Jesus, o de reunir-se com os discípulos para os elevados cometimentos da comunhão com Deus, mediante o exercício da conversação edificante e da prece renovadora, os espiritistas devem reunir-se com regularidade e freqüência para reviver, na prece e na ação nobilitante, o culto da fraternidade, em que se sustentem quando as forças físicas e morais estejam em deperecimento, para louvar e render graças ao Senhor por todas as suas concessões, para suplicar mercês e socorros para si mesmos quanto para o próximo, esteja este no círculo da afetividade doméstica e da consanguinidade, se encontre nas provações redentoras ou se alongue pelas trilhas da imensa família universal."

Após a leitura da mensagem, inicia-se o Culto do Evangelho no Lar, com uma prece. A oração deve ser proferida por um dos participantes, em tom de voz audível a todos os presentes e de forma simples e espontânea, não devendo ser, portanto, decorada. Os demais, acompanham-no, seguindo a rogativa, frase por frase, repetindo,-mentalmente, em silêncio, cada expressão, a fim de imprimir o máximo ritmo e harmonia ao verbo, ao som e a idéia, numa só vibração.

Na prece pode pedir-se o amparo de Deus para o lar onde o Evangelho está sendo estudado, para os presentes, seus parentes e amigos; para os enfermos, do corpo e da alma; para a paz na Terra; para os trabalhadores do Bem e etc.

A prece, além de ligar o ser humano à espiritualidade, traduz respeito pelo momento de estudo a realizar-se.

3. Estudo do Evangelho de Jesus

O estudo do Evangelho do Cristo, à luz da Doutrina Espírita - "O Evangelho segundo o Espiritismo", de Allan Kardec - poderá ser estudado de duas formas:

a) estudo em seqüência - o estudo metódico, em pequenas partes, permite o conhecimento gradual e ordenado dos ensinamentos que o livro encerra. Após o seu término, volta-se, novamente, ao capítulo inicial;
b) estudo ao acaso - consiste na abertura, ao acaso, de "O Evangelho segundo o Espiritismo", o que ensejará, também, lições oportunas, em qualquer ocasião.

Os comentários devem envolver o trecho lido, buscando-se alcançar a essência dos ensinamentos de Jesus, realçando-se a necessidade da sua aplicação na vida diária.

Pode reservar-se, posteriormente, um momento de palavra livre, onde os participantes da reunião exponham situações da vida prática, para o melhor entendimento e fixação das lições.

4. Prece de agradecimento

Um dos presentes fará uma prece, agradecendo as bênçãos recebidas no Culto do Evangelho no Lar, pela paz, pelas lições recebidas etc.


Observações

A duração do Culto do Evangelho no Lar deve ser de até 1 (uma) hora, mais ou menos.

No Culto do Evangelho no Lar deve ser evitada manifestações mediúnicas. A sua finalidade básica é o estudo do Evangelho de Jesus, para o aprendizado Cristão, a fim de que seus participantes melhor se conduzam na jornada terrena. Os casos de mediunidade indisciplinada devem ser encaminhados a uma sociedade espírita idônea.

Deve-se evitar comparações ou comentários que desmereçam pessoas ou religiões. No Evangelho busca-se a aquisição de valores maiores, tais como a benevolência e a caridade, a compreensão e a humildade, não cabendo, dessa forma, qualquer conversação menos edificante.

A realização do Culto do Evangelho no Lar não deve ser suspensa em virtude de visitas inesperadas. Deverá ser esclarecido o assunto com delicadeza e franqueza, convidando-se o visitante a participar do Culto, caso lhe aprouver.

O Culto do Evangelho no Lar não deve ser prejudicado, também, em virtude de solicitações sem urgência, recados inoportunos, passeios, festividades de qualquer ordem. Soluções razoáveis, de imediato, ou iniciativas, apôs a reunião, deve ser o caminho para superar os pretensos impedimentos.

Somente no caso de situações incontornáveis, em que todos não possam estar presentes, é que se justifica a não realização do Culto do Evangelho no Lar.

Evite-se ligar rádio ou televisão no dia do Culto, próximo e depois da hora de sua realização, bem como a leitura de jornais ou obras sem caráter edificante, para que se mantenha um ambiente vibratório de paz e tranqüilidade dentro do Lar, bem como saídas à rua, senão para inevitáveis e inadiáveis compromissos.

Presença de criança no Culto
As crianças devem, também, participar do Culto do Evangelho no Lar. Nesses casos, os adultos descerão os comentários ao nível de entendimento delas.
Recomenda-se a leitura, como subsídio, dos capítulos 35 e 36 da obra "Os Mensageiros", do Espírito André Luiz, e "Evangelho em Casa", do Espírito Meimei, psicografadas pelo médium Francisco Cândido Xavier e editadas pela Federação Espírita Brasileira.

Fonte: Setor de Ajuda do CVDEE (Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo).



Escrito por Vinicius Regis às 10h43
[ ] [ envie esta mensagem ]



A polêmica do uso de células-tronco

A polêmica do uso de células-tronco

Oswaldo Magalhães Rodrigues

(com o estudo e coleta de artigos de vários autores)

A capacidade das células-tronco de se multiplicarem, reparando e formando diversos tecidos do corpo, como os da própria pele, do cérebro, dos ossos, do coração e dos músculos, torna essa pesquisa um importante avanço da  medicina no tratamento de doenças até hoje incuráveis, como câncer (a leucemia inclusive), lesões na coluna (problemas de paralisia), danos cerebrais (traumas e doenças como os males de Alzheimer e de Parkinson), tratamentos para doenças neurodegenerativas, danos no coração entre outras.

Alguns métodos de coleta das células-tronco não geram polemicas ético-religiosas, como a coleta pelo cordão umbilical ou da medula óssea do próprio paciente. A polêmica surge quando se trata da retirada de células-tronco de embriões, visto que isso implica a destruição deles. Muitos argumentam que o extermínio desses embriões é tão criminoso quanto o aborto, uma vez que acaba com uma forma de vida. Aliás, embriões e fetos provenientes de abortos seriam fontes para a coleta desse material.

As células-tronco podem ser encontradas mais comumente em duas regiões do corpo: na medula óssea e no sangue do cordão umbilical, que permanece na placenta após o nascimento do bebê. E elas podem ser uma alternativa, por exemplo, para os casos de leucemia, em que o transplante de medula óssea nem sempre pode ser realizado, embora seja um procedimento de sucesso. Já com o sangue do cordão umbilical congelado, as células-tronco ficam disponíveis para serem usadas em casos como esse durante, pelo menos, 15 anos após a coleta, embora alguns estudos considerem a possibilidade de estocagem por até 50 anos. Além dessa vantagem, nesse tipo de transplante não há risco de rejeição, uma vez que as células provêm do próprio paciente.

No Brasil

O Brasil realizou no dia 08/10/2004 numa menina de 9 anos portadora de leucemia linfóide aguda o primeiro transplante de medula óssea com cordão umbilical coletado, congelado e disponibilizado no país. A informação foi divulgada por autoridades médicas em Jaú, no interior paulista, onde o procedimento foi realizado. O Ministério da Saúde anunciou a implantação no país da rede BrasilCord, um banco de sangue público de cordões umbilicais

 Com o sangue do cordão umbilical congelado, as células-tronco ficam disponíveis para necessidades futuras, como no caso do surgimento de doenças, durante pelo menos 15 anos após a coleta. Além dessa vantagem, não há risco de rejeição quando essas células forem implantadas no paciente, uma vez que elas foram retiradas dele mesmo.

Clonagem terapêutica

Muitas pessoas pensam que a clonagem serve apenas para a criação de cópias de seres humanos. Entretanto, vários cientistas a vêem como uma possibilidade de cura para diversas doenças que atualmente não podem ser tratadas. Trata-se da tão falada clonagem terapêutica.

Esse processo consiste em obter um embrião da pessoa doente por meio da clonagem e retirar as células-tronco dele. Essas células têm potencial para se transformar em qualquer tipo de célula adulta do nosso corpo, como, por exemplo, células cardíacas ou nervosas. Assim, elas poderiam ser estimuladas a se transformar no mesmo tipo de célula que estão lesadas no organismo do doente. Por exemplo: uma pessoa com leucemia que necessitasse de um transplante de medula seria clonada, dando origem a um embrião, do qual seriam retiradas células-tronco. Dessa forma, a pessoa seria doadora para si mesma, sem correr o risco de que seu organismo viesse a rejeitar o transplante, pois as células utilizadas seriam retiradas de seu clone, que apresentaria a mesma constituição genética que ela.

Mas ainda existe uma séria e relevante discussão envolvendo a técnica: embriões teriam de ser sacrificados em prol da vida do doente. Muitas pessoas no mundo inteiro se manifestam contra esse procedimento, alegando que, se o embrião não tivesse seu desenvolvimento interrompido, uma pessoa nasceria. Isso é comparar essa forma de clonagem a um aborto. Por outro lado, muitas pessoas portadoras de doenças genéticas ou lesões medulares que impedem a locomoção defendem essa técnica porque enxergam nela a única possibilidade de cura definitiva atualmente conhecida.

Conclusão pessoal do autor: A meu ver, existindo a possibilidade do uso de células-tronco originárias da medula óssea ou de cordões umbilicais seria o mais indicado no auxilio ao tratamento das diversas enfermidades supra citadas. Mas por outro lado, não existindo a possibilidade desses dois meios e restando somente a alternativa de clonagem de um embrião, penso que não seria o mesmo que um aborto.

Primeiro, no aborto provocado, a mãe age por seu livre arbítrio sem o consentimento de Deus, que em muitos casos enviou aquele espírito sem a intenção de fazer com que sofresse essa prova, e pela vontade dela haveria o aborto ou não, conseqüentemente ela pagaria por esse ato de uma forma ou de outra.

No caso da clonagem do embrião em laboratório, tudo isso já estaria premeditado, com a intenção de curar e salvar outras vidas, e Deus não enviaria um espírito para sofrer um aborto (a não ser que fosse para pagar uma prova), para reencarnar em um embrião que já estaria destinado a ciência para este fim.

Referencias:

O debate sobre o uso de células-tronco de 14/05/2004
Por Diogo Dreyer no site www.portalpositivo.com.br
Clonagem terapêutica
Por Silvia Schaefer — Professora de Biologia do portal no site www.portalpositivo.com.br
Brasil realiza 1º transplante com cordão umbilical
Por Reuters site http://noticias.terra.com.br

_________________
Retirado do site
Portal do Espírito.

 



Escrito por Vinicius Regis às 13h39
[ ] [ envie esta mensagem ]



Psicografia: o intercâmbio consolador

Psicografia: o intercâmbio consolador

"Toda escritura divinamente inspirada é proveitosa..."
Paulo (II Timóteo, 3:16)

Sobre a psicografia, comenta o codificador: "De todos os meios de comunicação (com o mundo espiritual), a escrita manual é a mais simples, a mais cômoda e a mais completa. É para ela que devem tender todos os esforços, porque permite estabelecer com os Espíritos relações tão continuadas e tão regulares como as que existem entre nós".

"Tanto mais a ela deve-se aplicar porque é por esse meio que os Espíritos revelam melhor sua natureza e seu grau de perfeição, ou de sua inferioridade. Pela facilidade que têm de se exprimirem nos fazem conhecer seus pensamentos íntimos e nos colocam, assim, em posição de julgá-los e de lhes apreciar o valor. De outra parte, a faculdade de escrever, para um médium, é a mais suscetível de se desenvolver pelo exercício".

Revelações dos domínios espirituais

Através da psicografia, o plano espiritual tem trazido mensagens reveladoras que nem sempre recebem a atenção merecida, devido a preconceitos atávicos e opiniões pré-estabelecidas, acomodadas ao raciocínio superficial do homem moderno de pouca profundidade espiritual.

Entre essas mensagens enviadas pelos espíritos, através da psicografia, são dignas de nota as recebidas por dois médiuns escreventes contemporâneos, desconhecidos um do outro, mas em cujo teor de suas obras individuais há grande semelhança: trata-se do brasileiro Francisco Cândido Xavier e do inglês G. Vale Owen.

O sacerdote médium G. Vale Owen

Entre 1920 e 1921, um jornal londrino publicava, em série, a obra do reverendo G. Vale Owen, um sacerdote anglicano psicógrafo. A obra, que causava protestos nos religiosos da própria igreja, trazia narrativas da vida depois da morte, ditada por um grupo de espíritos, que se serviam das faculdades mediúnicas de Owen.

Embora seus proventos fossem modestíssimos, à semelhança de Chico Xavier que jamais recebeu um centavo sequer provindo de seu trabalho mediúnico, o sacerdote Owen recusou a soma de 1.000 libras, significativa na época, pelos direitos autorais de uma publicação que ele próprio relutara muito em aceitar, não considerando-a de sua autoria.

Entre os espíritos comunicantes encontrava-se o de sua própria mãe, desencarnada anos antes. Quando finalmente Owen se convenceu da veracidade do fenômeno, passou a receber as mensagens diretamente, pela psicografia, conforme sugestões das entidades. E assim, após os ofícios religiosos, ainda de batina, sentava-se na sacristia de sua igreja, de lápis na mão e transcrevia o que lhe ditava sua mãe e o grupo de espíritos que com ela trabalhava.

Owen escreveu dezesseis livros com narrativas progressivas a respeito da vida no além, com descrições de seus habitantes, os lugares onde vivem, seus meios de locomoção, etc. Suas obras são muito semelhantes às publicadas por Francisco Cândido Xavier, ditadas pelo espírito André Luiz.

Entre esses pontos em comum encontram-se as descrições dos planos espirituais sombrios do abismo que separa "a parte inferior do céu", segundo a obra de Owen, dos lugares mais iluminados, mencionando-se a "ponte", ou campo vibratório transitório que as entidades sofredoras atravessam para chegar aos planos superiores. Nas obras de Chico Xavier fala-se sobre essas questões.

Os dois psicógrafos escrevem sobre "grupos socorristas", compostos por espíritos evoluídos que se dedicam ao auxílio dos que se acham em desequilíbrio nas regiões inferiores. Também a força criadora do pensamento é enfatizada.

Owen pagou o preço de sua missão, sofrendo a intransigência dos anglicanos, tendo sido obrigado a abandonar o sacerdócio.

Todo estudante espiritualista sincero deve estudar e refletir sobre o vasto conteúdo revelador das obras desses dois grandes e reconhecidos médiuns contemporâneos.

______________
Citações de "O Livro dos Médiuns" de Allan Kardec
Tradução: Salvador Gentile
Edição: Instituto de Difusão Espírita - IDE



Escrito por Vinicius Regis às 17h00
[ ] [ envie esta mensagem ]



Diz o anjo:

"Estou ao seu lado e sou aquele que nunca desacredita dos seus sonhos.

Sou eu que, às vezes, altero seu itinerário e até atraso seus horários para evitar acidentes ou encontros desagradáveis.

Sim, sou eu que falo ao seu ouvido aquelas "inspirações" que você acredita que acabou de ter como "grande idéia".

Sou eu quem te causa aqueles arrepios quando se aproxima de lugares ou situações que vão te fazer mal.

E sou eu quem chora por você quando, com a sua teimosia, insiste em fazer tudo ao contrário, só para desafiar o mundo.

Quantas ruas eu te guiei em segurança?

Não sei, perdi a conta, e isso não importa.

O que realmente importa é quando você assume a postura de vítima do mundo, quando não acredita na sua capacidade de resolver os problemas, quando aceita as situações como insolúveis, quando para de "lutar" e simplesmente reclama de tudo e de todos, quando desiste de ser feliz e culpa outra pessoa pela sua infelicidade.

Quando se esquece até do seu anjo da guarda, aquele que deus deu a honra de te auxiliar nessa missão tão difícil e maravilhosa que é viver.

Já que me deixaram falar diretamente com você, gostaria de te lembrar, que estou ao seu lado sempre, mesmo quando acredita estar totalmente só e abandonado(a), até nesse momento eu estou segurando a sua mão, consolando seu coração, te olhando...

Fico triste com a sua tristeza, mas como eu sei que você nasceu para brilhar, agradeço a oportunidade bendita de te conhecer e cuidar de você, porque você é realmente muito especial.

_____________
Recebido por email.



Escrito por Vinicius Regis às 16h51
[ ] [ envie esta mensagem ]



Não estrague o seu dia

A sua irritação não solucionará problema algum...
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas...
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.
O seu mau humor não modifica a vida...
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus...
A sua tristeza não iluminará os caminhos...
O seu desânimo não edificará ninguém...
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade...
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você...
Não estrague o seu dia.
Aprenda a sabedoria divina, a desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre... para o infinito bem.

Autoria de Chico Xavier

_____________
Recebido por email.



Escrito por Vinicius Regis às 08h38
[ ] [ envie esta mensagem ]



EDUCA

"Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?"
Paulo.(I Coríntios, 3,16)

Na semente minúscula reside o germe do tronco benfeitor.
No coração da serra, há melodias da fonte.
No bloco de pedra, há obras primas de estatutária.
Entretanto, o pomar reclama esforço ativo.
A corrente cristalina pede aquedutos para transportar-se incontaminada.
A jóia de escultura pede milagres do buril.
Também o Espírito traz consigo o "genes" da Divindade.
Deus está em nós, quanto estamos em Deus.
Mas, para que a luz divina se destaque da treva humana, é necessário que os processos educativos da vida nos trabalhem no empedrado caminho dos milênios.
Somente o coração enobrecido no grande entendimento pode vazar o heroísmo santificante.
Apenas o cérebro cultivado pode produzir iluminadas formas de pensamento.
Só a grandeza espiritual consegue gerar a palavra equilibrada, o verbo sublime e a voz balsamizante.
Interpretemos a dor e o trabalho por artistas celestes de nosso acrisolamento.
Educa e transformarás a irracionalidade em inteligência, a inteligência em humanidade e a humanidade em angelitude.
Educa e edificarás o paraíso na Terra.
Se sabemos que o Senhor habita em nós, aperfeiçoemos a nossa vida, a fim de manifestá-lo.

Livro Fonte Viva.  Pelo Espírito Emmanuel. Psicografia Francisco C. Xavier



Escrito por Vinicius Regis às 08h54
[ ] [ envie esta mensagem ]



F E L I Z 2 0 0 5

Em 2004 muitos de nós esperamos ter mais. Mais amigos, mais dinheiro, mais sucesso, mais... mais...

Entretanto mais nem sempre é sinônimo de melhor.

Alguns de nós só esperam sobreviver ao próximo ano. Alguns estão em hospitais, outros em campos de batalha;
Alguns, presos. Muitos solitários. Abandonados. Esquecidos.

Alguns de nós só esperam um sorriso dos que amam. Esperam a senha para cruzar a ponte entre a dúvida e a certeza...

Alguns de nós irão se casar. Ou separar. Alguns vão errar, outros acertar.

Será um ano em que muitos ganharão filhos. Outros segurarão seus netos no colo pela primeira vez. Alguns pela última.

Há, ainda, os que lutam contra o maior inimigo de todos -- seus próprios pensamentos e fraquezas.

Não será um ano fácil. Nem deveria ser. Não existimos para enfrentar o que  é fácil, mas o que é difícil.
Crescemos na adversidade. E marcamos nosso caminho nessa mesma adversidade.
No combate entre o mundo que existe e aquele que queremos construir...

Alguns de nós verão os olhos de outra pessoa e correrão para o amor. Outros fugirão dele.

Se tivermos dinheiro, ótimo. Se tivermos sucesso, excelente.

Desde que tenhamos, antes, a felicidade de estarmos na estrada certa, com as companhias de viagem certas,
porque a última coisa que alguém quer é escalar a escada do sucesso e, quando chegar ao topo,
descobrir que a escada estava apoiada na parede errada.



Escrito por Vinicius Regis às 07h36
[ ] [ envie esta mensagem ]



CARMA: O Que é?

O carma são dívidas pessoais contraídas pelo espírito durante a sua existência. Todos nós, espíritos em evolução, temos carma a pagar. E estamos neste plano de existência para resgatar as nossas dívidas cármicas e seguir a caminhada com destino à perfeição.

O espírito, antes de reencarnar, planeja com o seu Anjo Protetor, resgatar determinadas dívidas cármicas. Ele planeja vivenciar determinadas situações que irão contribuir para o seu aperfeiçoamento. Não existe uma determinação, o espírito é quem escolhe as provas, segundo o seu carma, a que ele quer se submeter. É o livre arbítrio de cada um.

Entender esta questão é importante para que se compreenda a grandeza do amor do Deus Maior por todos nós.

Um espírito tem inúmeras oportunidades de evoluir. Nenhum tem a condenação eterna. E Deus, na sua bondade suprema, permite que cada um, livremente, escolha como quer evoluir, compensando as falhas que cometeu. E as oportunidades são iguais para todos. Não existem privilegiados. Todos os espíritos seguem o mesmo ciclo de aperfeiçoamento. O tempo de evolução, em maior ou menor grau, é que depende de cada um.

Portanto, se hoje, um espírito encarnado e que está passando por muitas dificuldades em sua vida, com problemas de saúde, financeiro, com a família. São situações que ele resolveu enfrentar para pagar os seus carmas e alcançar um novo grau espiritual. Negar a existência de Deus ou culpá-lo por seus sofrimentos, é desperdiçar a oportunidade de vida, que o próprio espírito pediu.

Deus não quer o sofrimento de nenhum de seus filhos. Deus não castiga nenhum de seus filhos. Ele ama a todos - evoluídos ou não - com a mesma intensidade, pois todos são frutos de sua criação. Todos são seus filhos e os direitos são iguais para cada um.

Aceitar o momento atual que se está vivendo é o primeiro grande passo que o espírito pode dar para atingir as metas espirituais que ele próprio traçou. A partir daí, usar a sabedoria para aprender as lições. Analisar quais são os aspectos falhos da sua personalidade. O que deve ser melhorado. Intensificar a prática do que lhe é positivo e buscar o equilíbrio de suas ações. Entender que tudo é em seu próprio benefício e procurar, com bom humor, enfrentar as adversidades.

O Espírito é eterno. As situações que ele hoje vivencia são passageiras.

 



Escrito por Vinicius Regis às 15h27
[ ] [ envie esta mensagem ]



Espiritismo e Exobiologia

A Doutrina Espírita em seus princípios preconiza a pluralidade dos mundos habitados.

Em "O Livro dos Espíritos" no cap. III (Da Criação, questões 55 a 58), deixa claro o tema em pauta, mostrando a importância do assunto, também em outras obras da Codificação.

A Exobiologia (ciência que estuda a possibilidade de vida em outros planetas) e a Astrofísica mostra que a matéria do nosso planeta, tem os mesmos elementos químicos dos astros distantes. As leis físicas daqui é exatamente as mesmas que vigoram lá. Não há mais razão para negar ou afirmar que a Terra é o único planeta habitado do Universo. Daí a criação de uma comissão destinada a essa disciplina, pela União Astronômica Internacional em 1979.

Os mais exigentes, bem sei, rirão com menosprezo diante de tais afirmações e exigirão provas para aceitarem, ao menos, a possibilidade de tal hipótese. Disso sei eu, pois também não posso aceitar nada sem provas. Mas, o que muitos não sabem é que existe base empírica para a vida fora do planeta Terra. A micropaleontologia descobriu fósseis de organismos simples datando de até 3,8 bilhões de anos. Também não podemos esquecer que a Terra foi alvo de um intenso bombardeamento de refugos da Nebulosa Solar, provavelmente, em torno de 3,9 bilhões de anos atrás. Vale a pena lembrar, que os Espíritos superiores na questão 45, deixam bem claro, que os elementos orgânicos "achavam-se, por assim dizer, em estado de fluido no Espaço, no meio dos Espíritos, ou em outros planetas, à espera da criação da Terra para começarem existência nova em novo globo."

A exobiologia ou astrobiologia em seu programa de pesquisa, sabe que é importante para ambos os lados da controvérsia os testes experimentais, isto é fundamental. Daí a divulgação do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), que é uma entre muitas alternativas de verificação experimental. O SETI se baseia na recepção de sinais coerentes em ondas de rádio. O OSETI (Optical SETI) é mais recente e seu objetivo é detectar pulsos coerentes de laser.

O solo de Marte tem sido vasculhado por sondas espaciais que procuram algum sinal de vida, exemplo disso, foram as sondas Vikings em 1976. Em 1996, discussões sobre a vida em Marte foram exacerbadas devido ao anúncio  da descoberta no meteorito ALH84001, de um conjunto de compostos e estruturas que sugeriam origem biológica. Esse aerólito é um fragmento de quase 2 kg da crosta de Marte, coletado na Antártida onde teria caído há 13 mil anos. Esse meteorito será estudado agora por Stephen Mojzsis, da Universidade de Colorado (EUA). Quanto aos fósseis, acima citados a revista americana "Science" publicou um estudo (24/05/2002) sugerindo "que a presença de certas distribuições de carbono de 3,85 bilhões de anos em uma pedra da Groelândia não são resultado do metabolismo de formas de vida antiquíssimas, mas apenas fruto do processo de formação da rocha." Será mesmo? Essa opinião é do geólogo Christopher Fedo, da Universidade George Washington (EUA).

No exterior as pesquisas exobiológicas são cada vez maiores, em laboratórios dedicados ao tema. Para se ter idéia do avança da Exobiologia, já há um curso de pós-graduação nessa área oferecido pela Universidade de Washington, em Seattle (EUA).

Vale a pena lembrar também do astrofísico norte-americano Carl Sagan (1934-1996), que foi diretor do Laboratório de estudos Planetários e professor de Astronomia da Universidade de Cornell de Ithaca, onde se especializou em planetologia e exobiologia. Autor de obras de divulgação científica de grande sucesso. Quem não se lembra da obra Cosmos que virou documentário para a televisão? O professor Sagan também foi conselheiro científico da NASA e colaborou nos programas das sondas planetárias Viking e Voyager. O professor Sagan encarou o assunto da pluralidade dos planetas habitados sem afetação e com  muita seriedade. Esperamos que seus colegas façam o mesmo.

A sonda Mars Odyssey que foi lançada em abril do ano (2001) passado, revelou a existência de depósitos de gelo no subsolo marciano. A área ocupada pelo gelo é de 10 milhões de quilômetros quadrados, isto é, o volume de água é 5000 vezes maior que o da Baia de Guanabara. Estas informações levam os cientistas a preverem que os fragmentos de gelo possam conter certas formas primitivas de vida, isto é, bactérias, como ocorre em algumas regiões geladas do planeta em que habitamos.

Kardec tem razão ao dizer:

"Deus povoou de seres vivos os mundos, concorrendo todos esses seres para o objetivo final da Providência. Acreditar que só os haja no planeta que habitamos fora duvidar da sabedoria de Deus, que não fez coisa alguma inútil. Certo, a esses mundos há de ele ter dado uma destinação mais séria do que a de nos recrearem a vista. Aliás, nada há, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que possa induzir à suposição de que ela goze do privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes".

E para encerrar, vale a pena lembrar de uma frase dita por Albert Einstein, o mais brilhante de todos cientistas:

"Há duas coisas que são infinitas: o Universo e a tolice dos homens."

_________________
Retirado do site
Portal do Espírito.



Escrito por Vinicius Regis às 15h22
[ ] [ envie esta mensagem ]



SE NÃO HOUVER AMANHÃ...

Sabe, eu costumava deixar muitas coisas para amanhã.

Resolvi lhe dizer, hoje, o quanto você é importante, porque quando acordei, uma pergunta ressoava na acústica de minha alma:

E se não houver amanhã?

Então, hoje eu quero me deter um pouco mais, ouvir melhor suas idéias, observar seus gestos mais simples, guardar o tom de sua voz, seu "jeitão" e a música que você mais gosta, a sua cor predileta...

Porque, se não houver amanhã...

Eu quero ter gravado seu jeito de andar, de correr, de abraçar.

Porque... se não houver amanhã...

Eu quero guardar em minha mente o seu sorriso, seu jeito de ser, suas manias...

Hoje eu quero fazer uma prece ao seu lado,  descobrir com você a magia da serenidade, quero subir aos céus, juntos, pelos fios invisíveis da oração.

Hoje eu vou me sentar com você, ouvir a melodia dos pássaros e sentir a brisa, em silêncio...

E sem pressa.

Hoje eu vou lhe pedir por favor, agradecer, me desculpar, pedir perdão, se for necessário.

Sabe, eu sempre deixei todas essas coisas para amanhã, mas o amanhã é apenas uma promessa...

O hoje é presente.

Assim, se não houver amanhã, eu quero descobrir hoje qual é a flor que você mais gosta e lhe ofertar um belo ramalhete.

Quero conhecer seus receios, lhe aconchegar em meus braços e lhe transmitir confiança...

Hoje, quando você for se afastar de mim, vou segurar suas mãos e pedir para que fique um pouco mais ao meu lado.

Sabe, eu sempre costumo deixar as palavras gentis para dizer amanhã, carinhos para fazer amanhã, muita atenção para prestar amanhã, mas o amanhã talvez não nos encontre juntos.

Eu sei que muitas pessoas sofrem quando um ser amado embarca no trem da vida e parte sem que tenham chance de dizer o que sentem e sei também que isso é motivo de muito remorso e sofrimento.

Por isso eu não quero deixar nada para amanhã, pois se o amanhã chegar e não nos encontrar juntos.

Você saberá tudo o que sinto por você e saberei também o que você sente por mim.

Nada ficará pendente...

Quero registrar na minha alma cada gesto seu.

Quero gravar o seu sorriso, pois se a vida nos levar por caminhos diferentes eu terei você comigo, mesmo estando temporariamente separado.

Sabe, eu não sei se o amanhã chegará para nós, mas sei que hoje, hoje eu posso lhe dizer O QUANTO VOCÊ É IMPORTANTE PRA MIM. 

(autor desconhecido)



Escrito por Vinicius Regis às 08h54
[ ] [ envie esta mensagem ]



O Bebê

- Amor, acorda, o bebê está chorando.
- E daí?
- Ele deve estar com fome, prepara a mamadeira pra ele.
- Querida, estou muito cansado...
- Mas já levantei quatro vezes esta noite, faz esse favor pra   mim.
- Deixe ele chorar!
- Não é assim que se deve tratar o seu único filho!
- Tá bom, eu vou, mas se ele voltar a chorar, você quem irá.

O marido levandou meio atordoado pelo sono - Esse bebê está me dando mais trabalho do que eu esperava! Se soubesse, teria caido fora a tempo - pensava ele enquanto esquentava a mamadeira do bebê. No momento em que ele chegou ao berço o bebê já havia parado de chorar.

- Agora que esquentei a porcaria da mamadeira, o filho da mãe dorme! Não mereço esse castigo.
- Acorda pirralhinho! Agora que eu esquentei, você vai ter de tomar até a última gota!

E balançava a criança com a mão, ela não se mexia.
- Acordaaa! Você me acordou, agora eu que estou te acordando!

Ele então reparou que a cabeça da criança estava azulada. Seu desespero foi imediato, pegou a criança no colo e correu para o seu quarto.

- Querida! Pelo amor de Deus, acorde! Ele não se mexe! Me ajude!
Ela pulou da cama em desespero e em um segundo já estava com a criança em
suas mãos, estava morta.
- Ele morreu! Olha o que você fez com meu bebê!
- Não foi culpa minha, eu cheguei no berço e ele estava assim!

As lágrimas jorravam de seu rosto
- Pelo amor de Deus, diga que não está acontecendo.
- Deus! Por-que você me castiga deste jeito!

E então se lembrou de tudo que pensou enquanto preparava a mamadeira. E refletiu sobre todos os quatro meses que passara junto ao bebê, nunca fora um bom Pai, enquanto sua mulher se dedicava com todas as suas forças ele o ignorava, e ignorava também a mulher quando cobrava dele "
-Pegue-o no colo, só um pouquinho", "-Veja amor, ele está sorrindo", "-Ele tem cócegas nas bochechas. Amor, você não está olhando.", "-Não chama ele de pirralho, ele é seu filho.". Sentia a culpa tomar conta de si, setia-se desgraçado, ele era o culpado e não tinha dúvidas disso.

- Fui eu.- disse ele, havia amargura em seus olhos. - Eu nunca mereci esta criança, nunca dei amor suficiente, nem pra você, e nem pra ela.
As lágrimas pareciam não ter fim.

- Foi Deus quem me castigou! Ele era meu filho! Meu filhinho! - e desabou novamente a chorar.

A essa altura ele esperava por qualquer coisa da mulher . "Ainda que me matasse, estaria certa"- pensava. E não era de se espantar se ela o fizesse pois estava com o rosto fechado, seus olhos encharcados pareciam ter morrido junto com o bebê. Segurava a criança no colo e não dizia uma palavra. Então ela quebrou o silêncio, sua voz era rouca e melancólica.

-Deus não castiga. Sei que você nunca deu atenção suficiente ao bebê, ele te adorava e você nunca ligou pra isso. Mas não te culpo por isso, e apesar de tudo sei que você o amava. - ela sorrira - Se não o amasse, não estaria em tantas lágrimas agora. Ele não entendia por-que ela o consolava. "Ela devia me matar" - pensou - "Assumi que não presto e mesmo assim ela me consola" . E então ele se lembrou de todas as vezes que ela foi amável com ele, e não eram poucas pois em todo o mundo, ele não conseguia pensar em alguém mais pura e gentil.

-"Tinha tudo que poderia desejar e nunca dei valor." - Nessa hora seu choro dobrou de tamanho, não sabia mais se chorava por seu filho ou por sua esposa, mas entendeu que seu choro era de arrependimento. Tentou dizer algo pra esposa mas uma nuvem branca tomou conta de seus olhos e de repente tudo ficou negro.

-Amor, acorda, o bebê está chorando...- era voz de sua mulher. Abriu os olhos, estava deitado em seu quarto. -Amor, ele deve estar com fome esquenta a mam.. por que você está chorando? -Nada, já estou indo. - de longe dava pra escutar a voz de seu filho chorando.

Ele correu até o berço e lá estava seu filho, chorava muito. Ele o pegou nos braços e beijou a criança. Ela cessou o choro, estava rindo - "-Ele tem cócegas nas bochechas." - lembrou. Ele ficou brincando com a criança por um longo tempo até que sua mulher chegou.

-Você não voltou pra cama, fiquei preocupada. Alguma coisa errada com o bebê?
-Veja amor, ele está sorrindo! - ele parecia uma criança com um brinquedo que acabara de ganhar - Meu filho está sorrindo pra mim!

A mulher se comoveu, nunca havia visto seu marido daquele jeito. Ele fazia cócegas na bochecha do menino e depois o beijava, parecia outro homem. Ela o abraçou.

-Querido, há muito tempo eu venho pedindo a Deus que você passasse a gostar mais dessa criança. Fico grata por Ele ter me atendido.

-"Deus não castiga". - lembrou ele em voz alta.
-O que você disse?
-Nada querida. Eu te amo!
-Também te amo.

Reflexão:
Deus evita de nos castigar,pois nos ama muito. Mas que ele tem um jeitinho maroto de nos ensinar. (mesmo que sua mensagem chegue em forma de pesadelo).

______________________
Mensagem recebida por e-mail.



Escrito por Vinicius Regis às 16h53
[ ] [ envie esta mensagem ]



Tapete vermelho...

Uma pobre mulher morava em uma humilde casinha com sua neta muito doente. Como não tinha dinheiro sequer para levá-la a um médico, e vendo que, apesar de seus muitos cuidados e remédios com ervas, a pobre criança piorava a cada dia, resolveu iniciar a caminhada de 2 horas até a cidade próxima em busca de ajuda.

Chegando no único hospital público da região foi aconselhada a voltar pra casa e trazer a neta para que esta fosse examinada. Quando ia voltando, já desesperada por saber que sua neta não conseguia sequer levantar da cama, a senhora passou em frente a uma Igreja e como tinha muita fé em Deus, apesar de nunca ter entrado em uma Igreja, resolveu pedir ajuda.

Ao entrar, encontrou algumas senhoras ajoelhadas no chão fazendo orações. As senhoras receberam a visitante e, após se inteirarem da história, a convidaram para se ajoelhar e orar pela criança. Após quase uma hora de fervorosas orações e pedidos de intercessão ao Pai, as senhoras já iam se levantando quando a mulher lhes disse:

- Eu também gostaria de fazer uma oração.

Vendo que se tratava de uma mulher de pouca cultura, as senhoras retrucaram:

- Não é necessário. Com nossas orações, com certeza sua neta irá melhorar.

Ainda assim a senhora insistiu em orar, e começou:

- Deus, sou eu, olha. A minha neta está muito doente Deus, assim eu gostaria que você fosse lá curar ela. Deus, você pega uma caneta que eu vou dizer onde fica. As senhoras estranharam, mas continuaram ouvindo.

- Já está com a caneta Deus? Você vai seguindo o caminho daqui de volta pra Belo Horizonte e quando passar o rio com a ponte você entra na segunda estradinha de barro, não vai errar tá. A esta altura as senhoras já estavam se esforçando para não rir; mas ela continuou.

- Seguindo mais uns 20 minutinhos tem uma vendinha, entra na rua depois da mangueira que o meu barraquinho é o último da rua, pode ir entrando que não tem cachorro.

- Olha Deus, a porta tá trancada, mas a chave fica embaixo do tapetinho vermelho na entrada, o senhor pega a chave, entra e cura a minha netinha. Mas olha só Deus, por favor, não esquece de colocar a chave de novo embaixo do tapetinho vermelho senão eu não consigo entrar quando chegar em casa...

A esta altura as senhoras interromperam aquela ultrajante situação dizendo que não era assim que se deveria orar, mas que ela poderia ir pra casa sossegada, pois elas eram pessoas de muita fé, e Deus, com certeza, iria ouvir as preces e curar a menina. A mulher foi pra casa um pouco desconsolada, mas ao entrar em sua casinha sua neta veio correndo lhe receber.

- Minha neta, você está de pé, como é possível! E a menina explicou:
- Eu ouvi um barulho na porta e pensei que era a senhora voltando, porém entrou um homem muito alto com um vestido branco em meu quarto e mandou que eu levantasse. Não sei como, mas eu simplesmente levantei. E, quase em prantos, a menina continuou:

- Depois ele sorriu, beijou minha testa e disse que tinha de ir embora, mas pediu que eu avisasse a senhora que ele ia deixar a chave embaixo do tapetinho vermelho...

O mais importante na vida é ACREDITAR

________________
Recebido por email.


Escrito por Vinicius Regis às 16h32
[ ] [ envie esta mensagem ]


 
Meu perfil





Brasileiro, 23 anos.
Meta: Passar os ensinamentos da Doutrina Espírita a todos que se interessarem.


Atualizações


Farei o possivel para atualizar as Mensagens do Blog todos os dias.

Portanto, para ver mensagens novas e interessantes, acesse o Blog diariamente.


Meu Comentário


Amigos, esse blog tem como finalidade difundir ainda mais a Doutrina Espírita no Brasil, utilizando como método a Internet.

Participem comentando as mensagens, obrigado!


Meu humor






Votação

Dê uma nota para o blog.


Outros sites

 EspiritNet
 Consciência Espírita
 Universo Espírita
 Grupo Änïmä
 Em Algum Lugar No Passado